Frete Grátis acima de R$99

Roer unhas – por que é tão perigoso e como parar?

 

 

Roer unhas – por que é tão perigoso e como parar?

Escrito por Larissa Chinaglia 

Larissa Chinaglia 

 

Você sabia que roer unhas é muito perigoso? Esse hábito, que muitas vezes está ligado ao estresse, pode causar diversos problemas. Infecções e até a perda da unha são alguns dos perigos esse ato. Vamos falar um pouco mais sobre isso?

Mulher roendo as unhas

Como surge esse hábito?

Segundo pesquisas, a onicofagia, o termo médico para o hábito de roer unhas, atinge entre 20% e 30% da população. Esse ato está muito associado à ansiedade, nervosismo, frustração, transtorno por déficit de atenção com hiperatividade (TDAH) ou transtorno de ansiedade por separação (TAS).

Na maioria dos casos, a onicogafia surge na infância ou na adolescência, e se torna uma ação automática com o tempo. Quem desenvolve esse hábito, muitas vezes nem percebe que está fazendo, pois começa a roer as unhas enquanto faz alguma atividade imersiva, como assistir televisão. 

4 principais perigos ao roer unhas

  • Bactérias, fungos e infecções

O hábito de roer unhas as machuca bastante, e com isso, abre-se um caminho para bactérias e fungos. A umidade causada pelo ato de levar as unhas até a boca, favorece muito o surgimento de infecções.

  • Existe risco de perda da unha

Uma consequência leva a outra. Algumas infecções podem causar dores, outras deformações nas extensões das unhas. Em casos extremos, isso leva a perda da sua base natural, o que leva a queda da mesma. Nessas situações, a unha pode até não nascer novamente.

  • Os dentes também sofrem

A onicofagia não prejudica apenas nas unhas, os dentes também são vítimas. Alguns dos perigos causados na boca e nos dentes são: recessão gengival, bruxismo, alteração do posicionamento dental, desgastes das superfícies mastigatórias, contaminação bacteriana e lesões nos tecidos (como mucosa e periodonto).

  • Das unhas para dentro do corpo

Vamos pensar no transporte público – em quantos lugares você tocou? Nossas unhas carregam muita sujeira. Ao levar as unhas até a boca, nós colocamos para dentro do nosso corpo diversas bactérias, que podem causar problemas como respiratórios e gastrointestinais. 

E como parar com esse hábito?

Agora que já sabemos os principais perigos de roer unhas, como podemos parar? Separamos algumas dicas:

  • Mantenha as unhas bonitas para você

Quando vemos nossas unhas bonitas, conseguimos pensar duas vezes antes de roe-las, não é mesmo? Algumas dicas são: mantê-las sempre cortadas e lixadas, cutículas cortadas ou bem hidratadas, use seu esmalte favorito, e vá a manicure de vez em quando. 

  • Aposte em objetos anti-stress

Sabe aquelas bolinhas que servem para ficarmos apertando? Elas são um ótimo exemplo de objeto anti-stress. Nós conseguimos trocar um pouco o hábito de roer unhas para o hábito de se distrair com o novo brinquedo. Pode ser também fidget, moedas, elásticos, etc. 

  • Tenha chicletes

O hábito de mastigar chicletes também ajuda a substituir temporariamente a onicofagia, porém dê preferência para os sem açúcar. 

Roer unhas pode ser muito prejudicial, por isso é importante buscar uma forma de controlar esse vício. Caso nenhuma das dicas anteriores te ajude, lembre de procurar um psicólogo para entender os motivos desse hábito ter surgido. Ele pode te ajudar a controlar e até mesmo a parar. 

Leia também Motivos para utilizar fortalecedor de unhas enquanto usa unhas artificiais Como fortalecer as unhas – 4 segredos que você precisa saber.